Gesofato Vernin

 

Veja como é fácil associar-se (basta imprimir, preencher e enviar para Rua Gabriel Prestes, 81, Santana,SPaulo, CEP 02032-020, ou entregar pessoalmente)

Proposta de Adesão - clique aqui, baixe o formulário em pdf (preencha a mão) e nos envie por correio ou pessoalmente

Atualize seu endereço - clique aqui, preencha o formulário em word e nos envie por correio

Atualize seu endereço - clique aqui, baixe o formulário em pdf (preencha a mão) e nos envie por correio

Atualize seus beneficiários - clique aqui, preencha o formulário em word e nos envie por correio

Atualize seus beneficiários - clique aqui, baixe o formulário em pdf (preencha a mão) e nos envie por correio

-----------------------------------------------------------------

Está disponível o primeiro lote da restituição do Imposto de Renda 2015 - consulte o site da Receita Federal-clique aqui

PROCURAÇÃO E CONTRATO DO ALE PARA PM

PROCURAÇÃO E CONTRATO DO ALE PARA PENSIONISTAS

 

PROVIDENCIAR TAMBÉM CÓPIAS DO:

--->RG

--->CPF

--->COMPROVANTE DA INATIVIDADE (SOMENTE PARA PM)

--->HOLERITE DO MÊS 08/2011

--->CÓPIA DO ÓBITO (SOMENTE PARA PENSIONISTAS)

--------------------------------------------------------------

 

 

PROCURAÇÃO E CONTRATO (CUMPRIMENTO JUDICIAL DE SENTENÇA - URV) - CLIQUE AQUI

NOTÍCIAS JURÍDICAS - CLIQUE AQUI  

-----------------------

A Polícia Civil disponibilizou um Guia de Orientações e Prevenção a GOLPES, dentre eles vemos o GOLPE DA AÇÃO JUDICIAL - A vítima é contatada, via telefone e por correio (falso informativo) por um cidadão que se apresenta como advogado, representante jurídico dos inativos e pensionistas, o qual informa sobre o ganho de uma ação judicial coletiva. O meliante solicita que a pessoa ligue para um telefone e informe-se (com outro fraudador) sobre o número da conta em que deverá ser efetuado o pagamento referente às custas processuais. FIQUE ATENTO POR MAIS ANIMADORA QUE SEJA A NOTÍCIA DE RECEBER UMA RAZOÁVEL QUANTIA EM DINHEIRO, NÃO SE DEIXE ENGANAR. A PRÁTICA JUDICIAL NÃO PREVÊ LIGAÇÕES PARA COMUNICAR ÊXITO EM AÇÕES NA JUSTIÇA.

Clique aqui e veja os demais golpes - arquivo em pdf

-----------------------

 

Acessa alguns links importantesimportante

 

 

Modelos e Requerimentos

 

Estatuto Social

-----------------------

 

CALENDÁRIO - DE 1º DE MARÇO A 29 DE ABRIL DE 2016, A AIPOMESP PREENCHEU GRATUITAMENTE, APROXIMADAMENTE 1.500 DECLARAÇÕES DO IMPOSTO DE RENDA DE SEUS ASSOCIADOS.

AS INFORMAÇÕES PRESTADAS NA DECLARAÇÃO SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DO DECLARANTE.

-----------------------

A AIPOMESP É A ENTIDADE DA CLASSE POLICIAL MILITAR QUE MAIS PAGA AÇÕES.

Entre em contato conosco e verifique.

 

AIPOMESP repudia suspensão de pagamento pela SPPrev de pensões de filhas solteiras de PM
Para abrir a matéria acima em pdf clique aqui
MAIS UM GOLPE NA PRAÇA - clique aqui
MANDADOS DE SEGURANÇAS AJUIZADOS PELA AIPOMESP- clique aqui
Recadastramento 2012 traz novas regras para inativos e pensionistas - Portaria SPPrev - 410
Alteração para funcionalidade de conta-salário já está disponível
Fotos da Colônia de Férias em Ubatuba
Convênios: Pousada-Farmácia Manipulação-Psicóloga-Aparelho auditivo

Auxílio Natalidade - Orientações.
Tem direito ao auxílio natalidade o associado(a) titular, pelo nascimento de filho(a).
-Prescrição: 180 dias da data do nascimento
Documentos necessários:
-Cópia Simples da Certidão de Nascimento.
-Cópia do último holerite do associado.
-Cópia do RG ou Funcional do PM.
-Declaração com firma reconhecida (casos em que o solicitante deseja que o benefício seja depositado em conta corrente).

Auxílio Funeral - Orientações.
Tem direito ao auxílio funeral, a esposa ou companheira(apresentação de declaração de convivência marital, com firma reconhecida de duas testemunhas) e filhos menores de 21 anos desde que constem na condição de beneficiários na proposta de associado ou atualização de beneficiário.
-Prescrição: 180 dias da data do falecimento.
Documentos necessários:
-Cópia Simples da Certidão de Óbito.
-Cópia Simples e Atualizada da Certidão Casamento(esposa).
-Cópia Simples do RG e CPF do beneficiário (a).
-Cópia Simples do RG ou Funcional e CPF do falecido.
-cópia do último holerite do associado.
-Cópia Simples da Certidão de Nascimento (quando filho(a) até 21 anos de idade).
-Autorização para depósito em conta corrente(opção do requerente).
-Declaração de convivência marital (para companheira)

Requerimento para Auxílio Funeral e Auxílio Natalidade para preenchimento em word


Requerimento para Auxílio Funeral e Auxílio Natalidade em branco - preenchimento a mão


Observe os Artigos abaixo do Estatuto Social da AIPOMESP:

Artigo 12º - São considerados dependentes de associado, para todos os benefícios e vantagens previstos no Estatuto Social da AIPOMESP: o cônjuge ou a companheira, na constância, respectivamente, do casamento ou da união estável, neste último caso, desde que devidamente cadastrada na Entidade como tal; os filhos, de qualquer condição ou sexo, até a idade limite prevista na legislação do regime geral da previdência social e não emancipados, bem como os inválidos para o trabalho e os incapazes civilmente, esses dois últimos desde que comprovadamente vivam sob dependência econômica do associado e mediante decisão judicial irrecorrível a esse respeito.

Artigo 14º- A AIPOMESP prestará aos seus associados e dependentes, dentro de suas possibilidades financeiras e orçamentárias, os seguintes benefícios: I- Auxílio Funeral; II- Auxílio Natalidade; III- Assistência Jurídica; IV- Lazer, Cultura, Esporte, etc. Seção I - Auxílio Funeral.

Artigo 15º- Auxílio Funeral é o benefício em pecúnia a que tem direito o dependente do associado devidamente cadastrado na ficha de admissão de sócio, em caso de falecimento. Parágrafo Único - O Auxílio Funeral de que trata este artigo será pago em importância a ser deliberada pela Diretoria Executiva e Conselho Fiscal em Reunião Conjunta.

Seção II - Auxílio Natalidade.

Artigo 16º- O Auxílio Natalidade é o benefício em pecúnia a que tem direito o associado, em virtude do nascimento de filhos, em importância a ser deliberada em Reunião Conjunta da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal. Seção III - Da Assistência Jurídica.

Artigo 17º- A Assistência Jurídica é o benefício que tem direito o associado, a esposa ou companheira e seus respectivos dependentes. Parágrafo Único - Os dependentes cadastrados na proposta de admissão no Quadro Social terão direito à Assistência Jurídica até 21 (vinte e um) anos de idade.

Artigo 18º- Quando acionados no cível ou no crime, as custas e honorários correrão por conta e risco do associado, não sendo a AIPOMESP responsável pelas mesmas, que deverão ser pagas diretamente ao advogado que responde pela ação.

Artigo 19º- O associado que estiver em atraso com suas mensalidades, não terá direito à Assistência Jurídica, só fazendo jus após sua quitação. § 1º - A AIPOMESP não intervirá de forma alguma em causas que estejam em litígio os associados e familiares entre si. § 2º - O associado (a) que pedir desligamento do quadro associativo, terá, automaticamente, renunciado as ações judiciais promovidas e patrocinadas pela AIPOMESP.

 

 

 

UTILIDADE PÚBLICA - Visão Geral

O que é Gripe H1N1?

A gripe H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010.

Os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma. O problema da gripe H1N1 é que ela pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo levar os pacientes até mesmo à morte.

Pandemia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ao todo 207 países e demais territórios notificaram casos confirmados de gripe H1N1 entre 2009 e 2010, quando houve a pandemia da doença. Durante este período, foram quase nove mil mortos em decorrência da gripe H1N1.

O surto começou no México, onde uma doença respiratória alastrou-se pela população e chegou rapidamente aos Estados Unidos, Canadá e, depois, para o restante do mundo – graças às viagens aéreas.

Surto 2016

Em 2016 a gripe H1N1 chegou mais cedo ao Brasil. Em março de 2016 o número de casos só no estado de São Paulo superou a quantidade de pessoas doentes em 2015 em todo o país. São 260 casos no Estado até março de 2016, contra 141 no Brasil no ano anterior.

Normalmente a gripe H1N1, assim como os outros tipos de gripe, são bem mais comuns no inverno, mas o surto desta vez começou no verão. Acredita-se que o grande fluxo de pessoas vindas de regiões frias, como Estados Unidos, Canadá e Europa.

Causas

As primeiras formas do vírus H1N1 foram descobertas em porcos, mas as mutações conseguintes o tornaram uma ameaça também aos seres humanos. Como todo vírus considerado novo, para o qual não costumam existir métodos preventivos, o vírus mutante da gripe H1N1 espalhou-se rapidamente pelo mundo.

A transmissão ocorre da mesma forma que a gripe comum, ou seja, por meio de secreções respiratórias, como gotículas de saliva, tosse ou espirro, principalmente. Após ser infectada pelo vírus, uma pessoa pode demorar de um a quatro dias para começar a apresentar os sintomas da doença. Da mesma forma, pode demorar de um a sete dias para ser capaz de transmiti-lo a outras pessoas.

É importante ressaltar que, assim como a gripe comum e outras formas da doença, a gripe H1N1 também é altamente contagiosa.

Fatores de risco

A gripe H1N1, como qualquer gripe, pode afetar pessoas de todas as idades, mas, no período em que houve a pandemia, notou-se que o vírus infectou mais pessoas entre os cinco e os 24 anos. Foram poucos os casos de gripe H1N1 relatados em pessoas acima dos 65 anos de idade.

Gestantes, doentes crônicos, crianças pequenas, pessoas com obesidade e com outros problemas respiratórios também estão entre os grupos mais vulneráveis para gripe H1N1.

Os demais fatores de risco seguem a mesma linha daqueles enumerados para outros tipos de grupo. Permanecer em locais fechados e com um aglomerado de pessoas, levar as mãos à boca ou ao nariz sem lavá-las antes e permanecer em contato próximo com uma pessoa doente são os principais fatores que podem aumentar os riscos de uma pessoa vir a desenvolver gripe H1N1.

 sintomas

Sintomas de Gripe H1N1

Os sinais e sintomas da gripe H1N1 são muito parecidos com os da gripe comum, mas podem ser um pouco mais graves e costumam incluir algumas complicações também. Veja:

As complicações decorrentes da gripe H1N1 são comuns em pessoas jovens, o que é bastante difícil de acontecer em casos de gripe comum.

A insuficiência respiratória é um sintoma frequente da gripe H1N1 que não é devidamente tratada. Em casos graves, ela pode levar o paciente à morte.

 diagnóstico e exames

Buscando ajuda médica

A Organização Mundial da Saúde afirma que a pandemia de gripe H1N1, hoje, já está controlada. No então o aumento de casos no Estado de São Paulo tem tornado a doença novamente um motivo de preocupação.

Sintomas de gripe que não passam devem ser investigados por um especialista, especialmente se eles vierem acompanhados de sinais mais graves, como falta de ar.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar gripe H1N1 são:

  • Clínico geral
  • Infectologista
  • Pneumologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são seus sintomas?
  • Quando seus sintomas surgiram?
  • Você manteve contato próximo com alguém que estava doente?
  • Você esteve recentemente em locais fechados ou com aglomerados de pessoas?
  • Você sente falta de ar? Com que frequência?
  • Você tomou vacina para gripe H1N1?

Diagnóstico de Gripe H1N1

A suspeita de gripe H1N1 ocorre em pessoas com quadro de sinais e sintomas compatíveis aos de gripe, mas com as complicações típicas da H1N1. Nestes casos, o médico deverá coletar uma amostra de secreção do paciente e enviá-la para análise minuciosa no laboratório.

 tratamento e cuidados

Tratamento de Gripe H1N1

A maioria dos casos de gripe H1N1 foi sanada completamente sem a necessidade de internação hospitalar ou do uso de antivirais. Em alguns casos, no entanto, o uso de medicamentos e a observação clínica são necessários para garantir a recuperação do paciente.

 convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Uma pessoa diagnosticada com gripe H1N1 deve permanecer em casa, afastado do trabalho ou da escola, e evitar locais com acúmulo de pessoas. Repouso e manter boa hidratação são duas dicas importantes para garantir a recuperação.

Complicações possíveis

A principal complicação decorrente de gripe H1N1 consiste em crises de insuficiência respiratória, que podem levar o paciente a óbito se não forem tratadas imediatamente e em caráter de urgência.

 prevenção

Prevenção

A prevenção de gripe H1N1 segue as mesmas diretrizes da prevenção de qualquer tipo de gripe, só que o cuidado deve ser redobrado:

  • Evite manter contato muito próximo com uma pessoa que esteja infectada
  • Lave sempre as mãos com água e sabão e evite levar as mãos ao rosto e, principalmente, à boca
  • Leve sempre um frasco com álcool-gel para garantir que as mãos sempre estejam esterilizadas
  • Mantenha hábitos saudáveis. Alimente-se bem e coma bastante verduras e frutas. Beba bastante água
  • Não compartilhe utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros
  • Se achar necessário, utilize uma máscara para proteger-se de gotículas infectadas que possam estar no ar
  • Evite frequentar locais fechados ou com muitas pessoas
  • Verifique com um médico se há necessidade de tomar a vacina que já está disponível contra a gripe H1N1.

Vacinação

Devido ao aumento súbito de casos no início de 2016, a prefeitura de São José do Rio Preto está fazendo uma campanha de vacinação extra na cidade, usando o lote de vacinas de 2015, que contempla também H1N1. No entanto, é muito importante ressaltar que em 2016 uma nova vacina da gripe será lançada na campanha nacional de vacinação contra a gripe, e ela também contemplará a H1N1 e deverá ser tomada.

A vacinação normalmente é oferecida na rede pública para pessoas dentro dos grupos de risco, ou seja:

  • Crianças entre 6 meses e 5 anos
  • Idosos acima de 60 anos
  • Gestantes
  • Portadores de doenças crônicas, como bronquite e asma.

Quem não se encaixa nesses grupos, mas quer se prevenir, deve buscar a vacina em clínicas particulares.

 fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Organização Mundial da Saúde
  • Hospital Israelita Albert Einstein

-----------------------

 

 

©Todos os direitos reservados 2008 AIPOMESP - Alves