Gesofato Vernin

 

Veja como é fácil associar-se (basta imprimir, preencher e enviar para Rua Gabriel Prestes, 81, Santana,SPaulo, CEP 02032-020, ou entregar pessoalmente)

Proposta de Adesão - clique aqui, baixe o formulário em pdf (preencha a mão) e nos envie por correio ou pessoalmente - NOVO

Atualize seu endereço - clique aqui, preencha o formulário em word e nos envie por correio - NOVO

Atualize seu endereço - clique aqui, baixe o formulário em pdf (preencha a mão) e nos envie por correio - NOVO

Atualize seus beneficiários - clique aqui, preencha o formulário em word e nos envie por correio - NOVO

Atualize seus beneficiários - clique aqui, baixe o formulário em pdf (preencha a mão) e nos envie por correio - NOVO

A Polícia Civil disponibilizou um Guia de Orientações e Prevenção a GOLPES, dentre eles vemos o GOLPE DA AÇÃO JUDICIAL - A vítima é contatada, via telefone e por correio (falso informativo) por um cidadão que se apresenta como advogado, representante jurídico dos inativos e pensionistas, o qual informa sobre o ganho de uma ação judicial coletiva. O meliante solicita que a pessoa ligue para um telefone e informe-se (com outro fraudador) sobre o número da conta em que deverá ser efetuado o pagamento referente às custas processuais. FIQUE ATENTO POR MAIS ANIMADORA QUE SEJA A NOTÍCIA DE RECEBER UMA RAZOÁVEL QUANTIA EM DINHEIRO, NÃO SE DEIXE ENGANAR. A PRÁTICA JUDICIAL NÃO PREVÊ LIGAÇÕES PARA COMUNICAR ÊXITO EM AÇÕES NA JUSTIÇA.

Clique aqui e veja os demais golpes - arquivo em pdf

PREVINA OS PROBLEMAS DE SAÚDE MAIS COMUNS NO VERÃO

Desidratação, intoxicação, insolação e micose estão entre os maiores riscos da estação

Com a chegada de dezembro e a proximidade do verão, a população fica mais exposta a algumas doenças típicas dessa época do ano. O aumento dos termômetros vem sempre acompanhado de mudanças no meio ambiente e na fisiologia do corpo humano, que podem resultar em males à sua saúde, como desidratação, intoxicação e insolação, entre outros. Para evitar esses desconfortos, a clínica geral Márcia Gomes Massironi, coordenadora da Área Técnica da Saúde do Adulto da Secretaria Municipal da Saúde, explica a origem e os sintomas dessas doenças e recomenda alguns cuidados:

Desidratação: A perda diária de líquido é de 2,5 litros, por meio do suor, urina e fezes. No verão, perde-se mais, seja pelo aumento de atividade física ao ar livre ou pelo risco de consumir alimento deteriorado, resultando em diarréia.
Sintomas: boca seca e menor freqüência de urina. Quem sofre mais os efeitos são crianças e idosos. É possível encontrar na rede pública municipal o soro da terapia de reidratação oral, que deve ser adicionado à água para tratamento domiciliar da perda líquida. Somente casos mais graves são internados.
Como prevenir: É importante, portanto, hidratar-se bastante com água, chás, sucos. Procurar sombra, lugares mais arejados, usar roupa fresca, principalmente em crianças, e evitar muito movimento nas horas mais quentes.

Intoxicação alimentar: Ao comer alimentos mal cozidos ou acompanhados de molhos como maionese e outros perecíveis, você pode engolir junto uma série de bactérias que produzem toxinas e causam intoxicação gástrica.
Sintomas: Mal-estar, diarréia, enjôo, vômitos, podendo levar à desidratação aguda, que exige até mesmo internação hospitalar. Uma dieta leve costuma resolver o problema.
Como prevenir: Preferir alimentos frescos, verduras, frutas, legumes e verificar se o restaurante ou lanchonete é limpo. É importante verificar a validade dos alimentos, especialmente perecíveis.

Insolação: Apesar dos alertas freqüentes, ainda há preferência pelo horário em que o sol mais danos causa à pele, entre 10h e 16h. Não por acaso, o câncer de pele não melanoma é o mais freqüente no país.
Sintomas: Falta de ar, dor de cabeça, mal-estar, febre e possível desidratação, ardor e queimaduras de pele.
Como prevenir: Evitar o horário de pico da radiação solar, usar protetor adequado ao tipo de pele mesmo que esteja à sombra em locais abertos como praia e piscina, hidratar-se bastante.

Micoses: Na estação mais quente do ano, o simples fato das pessoas transpirarem mais aumenta o risco de micoses, lesões de pele causadas pela proliferação de fungos especialmente nas dobras - virilha, axilas, pés.
Sintomas: Coceira, vermelhidão, formação eventual de bolhas e alterações de pele. O risco maior é a lesão facilitar a contaminação por bactéria.
Como prevenir: Fugir daqueles pontos de água parada que muitas pessoas freqüentam (aquele tanquinho perto da piscina, por exemplo), livrar-se logo da roupa molhada, não usar tênis por muito tempo.

Ouvido: Problemas nessa região são muito comuns em crianças que vão muito à piscina ou praia.
Sintomas: Inchaço, dor, vermelhidão e, eventualmente, alguma secreção. Se esses sintomas aparecerem, é preciso passar por uma avaliação médica para evitar agravamento do quadro inflamatório ou infeccioso.
Como prevenir: Evitar ficar com os ouvidos muito tempo expostos à água.

Olhos/conjuntivite: Cloro da piscina e sujeiras na água e areia da praia são inimigos potenciais do olho. Atenção para não levar a mão aos olhos nesses locais. A conjuntivite, inflamação da conjuntiva (membrana que envolve grande parte do globo ocular), é causada por vírus ou bactéria.
Sintomas: inchaço, vermelhidão, secreção e sensação de areia nos olhos. É preciso consultar um médico, que prescreverá o tratamento adequado.
Como prevenir: O ideal é sempre lavar os olhos com água boricada e manter as mãos limpas.

Dicas gerais

  • Beber líquido com bastante regularidade

  • Dar preferência a roupas leves

  • Evitar exposição excessiva ao sol

  • Preferir locais arejados e com sombra

  • Evitar fazer exercício com sol do meio dia

  • Evitar permanecer por muito tempo com roupa úmida

  • Observar as condições de higiene se vai comer fora

  • Lavar sempre as mãos

  • Separar coisas de uso pessoal

  • Procurar o médico ao menor sintoma

Cuidados extras com crianças
Imunidade mais baixa, organismo em contínuo processo de adaptação, muita exposição à água e ao sol nesta época do ano, as crianças merecem atenção especial para que não sofram os males facilitados pela estação.
A pediatra Atenê Maria de Marco Mauro, da Área Técnica da Saúde da Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal da Saúde, lembra que criança com até 1 ano desidrata com mais facilidade, porque a quantidade de água no organismo é maior. E, em caso de diarréia, é preciso hidratar rapidamente em todas as faixas etárias. No caso delas, é obrigatório evitar exposição ao sol entre 10h e 16h. "É preciso sempre estimular a hidratação da criança e observar a cor de sua urina. Se estiver escura ela precisa de mais líquido", alerta a pediatra.

 

PROCURAÇÃO E CONTRATO (MANDADO DE SEGURANÇA DO ALE) - CLIQUE AQUI

 

PROCURAÇÃO E CONTRATO (CUMPRIMENTO JUDICIAL DE SENTENÇA - URV) - CLIQUE AQUI

 

NOTÍCIAS JURÍDICAS - CLIQUE AQUI  

EXPECTATIVAS DECLARAÇÃO DE 2016 -AGUARDEM - NOVAS REGRAS

A AIPOMESP PREENCHEU SOMENTE NA SEDE CENTRAL, NO PERÍODO DE 2 DE MARÇO A 30 DE ABRIL DE 2015, APROXIMADAMENTE 1.000 (MIL) DECLARAÇÕES DE IMPOSTO DE RENDA DE ASSOCIADOS E ASSOCIADAS. PARABÉNS A EQUIPE.

 

 

A AIPOMESP É A ENTIDADE DA CLASSE POLICIAL MILITAR QUE MAIS PAGA AÇÕES.

Entre em contato conosco e verifique.

 

Modelos e Requerimentos

 

Estatuto Social

 

Acessa alguns links importantesimportante

 

AIPOMESP repudia suspensão de pagamento pela SPPrev de pensões de filhas solteiras de PM
Para abrir a matéria acima em pdf clique aqui
MAIS UM GOLPE NA PRAÇA - clique aqui
MANDADOS DE SEGURANÇAS AJUIZADOS PELA AIPOMESP- clique aqui
Recadastramento 2012 traz novas regras para inativos e pensionistas - Portaria SPPrev - 410
Alteração para funcionalidade de conta-salário já está disponível
Fotos da Colônia de Férias em Ubatuba
Convênios: Pousada-Farmácia Manipulação-Psicóloga-Aparelho auditivo

Auxílio Natalidade - Orientações.
Tem direito ao auxílio natalidade o associado(a) titular, pelo nascimento de filho(a).
-Prescrição: 180 dias da data do nascimento
Documentos necessários:
-Cópia Simples da Certidão de Nascimento.
-Cópia do último holerite do associado.
-Cópia do RG ou Funcional do PM.
-Declaração com firma reconhecida (casos em que o solicitante deseja que o benefício seja depositado em conta corrente).

Auxílio Funeral - Orientações.
Tem direito ao auxílio funeral, a esposa ou companheira(apresentação de declaração de convivência marital, com firma reconhecida de duas testemunhas) e filhos menores de 21 anos desde que constem na condição de beneficiários na proposta de associado ou atualização de beneficiário.
-Prescrição: 180 dias da data do falecimento.
Documentos necessários:
-Cópia Simples da Certidão de Óbito.
-Cópia Simples e Atualizada da Certidão Casamento(esposa).
-Cópia Simples do RG e CPF do beneficiário (a).
-Cópia Simples do RG ou Funcional e CPF do falecido.
-cópia do último holerite do associado.
-Cópia Simples da Certidão de Nascimento (quando filho(a) até 21 anos de idade).
-Autorização para depósito em conta corrente(opção do requerente).
-Declaração de convivência marital (para companheira)

Requerimento para Auxílio Funeral e Auxílio Natalidade para preenchimento em word


Requerimento para Auxílio Funeral e Auxílio Natalidade em branco - preenchimento a mão


Observe os Artigos abaixo do Estatuto Social da AIPOMESP:

Artigo 12º - São considerados dependentes de associado, para todos os benefícios e vantagens previstos no Estatuto Social da AIPOMESP: o cônjuge ou a companheira, na constância, respectivamente, do casamento ou da união estável, neste último caso, desde que devidamente cadastrada na Entidade como tal; os filhos, de qualquer condição ou sexo, até a idade limite prevista na legislação do regime geral da previdência social e não emancipados, bem como os inválidos para o trabalho e os incapazes civilmente, esses dois últimos desde que comprovadamente vivam sob dependência econômica do associado e mediante decisão judicial irrecorrível a esse respeito.

Artigo 14º- A AIPOMESP prestará aos seus associados e dependentes, dentro de suas possibilidades financeiras e orçamentárias, os seguintes benefícios: I- Auxílio Funeral; II- Auxílio Natalidade; III- Assistência Jurídica; IV- Lazer, Cultura, Esporte, etc. Seção I - Auxílio Funeral.

Artigo 15º- Auxílio Funeral é o benefício em pecúnia a que tem direito o dependente do associado devidamente cadastrado na ficha de admissão de sócio, em caso de falecimento. Parágrafo Único - O Auxílio Funeral de que trata este artigo será pago em importância a ser deliberada pela Diretoria Executiva e Conselho Fiscal em Reunião Conjunta.

Seção II - Auxílio Natalidade.

Artigo 16º- O Auxílio Natalidade é o benefício em pecúnia a que tem direito o associado, em virtude do nascimento de filhos, em importância a ser deliberada em Reunião Conjunta da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal. Seção III - Da Assistência Jurídica.

Artigo 17º- A Assistência Jurídica é o benefício que tem direito o associado, a esposa ou companheira e seus respectivos dependentes. Parágrafo Único - Os dependentes cadastrados na proposta de admissão no Quadro Social terão direito à Assistência Jurídica até 21 (vinte e um) anos de idade.

Artigo 18º- Quando acionados no cível ou no crime, as custas e honorários correrão por conta e risco do associado, não sendo a AIPOMESP responsável pelas mesmas, que deverão ser pagas diretamente ao advogado que responde pela ação.

Artigo 19º- O associado que estiver em atraso com suas mensalidades, não terá direito à Assistência Jurídica, só fazendo jus após sua quitação. § 1º - A AIPOMESP não intervirá de forma alguma em causas que estejam em litígio os associados e familiares entre si. § 2º - O associado (a) que pedir desligamento do quadro associativo, terá, automaticamente, renunciado as ações judiciais promovidas e patrocinadas pela AIPOMESP.

 

©Todos os direitos reservados 2008 AIPOMESP - Alves